– The Comitium

A council designated by the Concilium to exercise authority over the Legion of Mary in a large region, and ranking next in status to a Senatus, shall be called a Regia. The Concilium will decide whether a Regia shall be affiliated directly to the Concilium or to a Senatus.
When Regia status has been conferred on an existing council it shall continue to exercise its original functions in addition to its new responsibilities (see section 1, paragraph 19 of this chapter on Government of the Legion).
Membership of the Regia shall consist of:

(a)the officers of every legionary body directly affiliated to the Regia and

(b)the members of the council on which Regia status has been conferred, when such is the case.

The Spiritual Director of a Regia shall be appointed by the Bishops of the dioceses in which that Regia has jurisdiction.
The election of officers of directly affiliated councils are subject to ratification by the Regia. These officers have the duty to attend Regia meetings unless circumstances (that is, distance, etc.) prevent them.
Experience has shown the appointment of correspondents to be the most effective way for the Regia to fulfil its functions of superintendence of its distant affiliated councils. The correspondent keeps in regular contact with the council and from the minutes received monthly prepares a report for presentation to the Regia meeting when required. He attends the meetings of the Regia and takes part in the proceedings but, unless he is a member of the Regia, he has not the right to vote.
A copy of the minutes of the Regia meetings should be sent to the council to which it is directly affiliated.
Any proposed change in the composition of the Regia which would significantly affect the core attendance at the meeting would require formal sanction by the Concilium, whether the Regia is affiliated directly to the Concilium or to a Senatus.
In Roman days the Regia was the residence and office of the Pontifex Maximus; later it designated a king’s capital or court.
“To be many and distinct in his attributes, yet, after all, to be but one – to be sanctity, justice, truth, love, power, wisdom, to be at once each of these as if he were nothing but it, as if the rest were not – this implies in the Divine Nature an infinitely sovereign and utterly incomprehensible order, which is an attribute as wonderful as any, and the result of all the others.” (Cardinal Newman: Order, the Witness and Instrument of Unity)

Portuguese:
A REGIA

1. O C onselho escolhido pelo Concilium para exercer autoridade sobre a Legião de Maria numa região, logo abaixo do Senatus, será chamado Regia. O Concilium decidirá se a Regia deve estar diretamente filiada ao Concilium ou ao Senatus.
2. Quando a categoria de Regia for conferida a um Conselho já existente, este continuará a exercer as suas funções originais, a que acrescentará as novas funções (Veja-se a este respeito o nº 1, parágrafo 19, deste capítulo sobre a Administração da Legião).

A Regia é formada pelos seguintes membros:

a) Os Oficiais de cada um dos ramos legionários diretamente filiados à Regia;

b) E os membros do Conselho, a que foi conferida a categoria de Regia, quando tal for o caso.

3. O Diretor Espiritual da Regia será designado pelos Bispos das dioceses, sobre as quais a Regia tem o poder de administração.

4. A eleição dos Oficiais dos Conselhos diretamente filiados à Regia está sujeita à aprovação pela mesma Regia. Estes Oficiais têm o dever de participar das reuniões da Regia, a não ser que estejam impedidos por circunstâncias especiais, como por exemplo, a distância.

5. A experiência comprovou já que a nomeação de correspondentes é a forma mais eficiente de a Regia cumprir as suas funções de controle dos Conselhos distantes, que a ela estão filiados. O correspondente mantém contato regular com o Conselho e, a partir das atas recebidas mensalmente, prepara um relatório que apresenta à Regia, quando lhe for solicitado. Participa das reuniões da Regia e dos debates, mas não tem direito a voto, a não ser que seja membro da Regia.

6. Um exemplar das atas das reuniões da Regia deve ser enviado ao Conselho Superior a que está diretamente filiado.

7. Qualquer proposta de modificação da composição da Regia, que provoque grande alteração na sua reunião, exige aprovação formal por parte do Concilium, quer ela esteja diretamente filiada ao Conselho, quer a um Senatus.

8. Nos dias da antiga Roma, a Regia era a residência e local de trabalho do Pontífice Máximo; mais tarde passou a indicar a capital do rei ou a corte.

“Ser múltiplo e distinto e, todavia, ser absolutamente uno – ser a Santidade, a Justiça, a Verdade, o Amor, o Poder, a Sabedoria, ser cada uma destas qualidades tão plenamente como se fosse a única – implica na natureza divina uma ordem infinitamente superior e incompreensível à nossa razão, ordem que é qualidade tão maravilhosa como qualquer outra e o resultado de todas elas” (Cardeal Newman: A Ordem, Testemunho e Instrumento de Unidade).